• AsCom

Nota Oficial do SINDPERJ sobre a reunião de discussão da GEE em 24/07/2020

Em um contexto de pandemia mundial e de uma crise econômica no país sem precedentes, durante a qual os servidores da Polícia Científica do Rio de Janeiro atuaram de forma ininterrupta, a Secretaria de Polícia Civil, referendada por entidade que afirma representar a categoria, apresenta uma discussão imoral de redistribuição da gratificação GEE.

A Polícia Científica foi esquecida durante a estabilidade econômica, recebendo escassos investimentos, mas durante a crise é a primeira a ser lembrada para realizar sacrifícios no rendimento de seus servidores.

O SINDPERJ esclarece que não foi convidado para a reunião que discutiu tal proposta. Após as vitoriosas ações judiciais em defesa dos Peritos Oficiais sindicalizados, na garantia dos direitos básicos à saúde e à segurança (pioneiro na exigência de coletes balísticos e EPIs), o SINDPOL, à época dirigido pelo então assessor do governador Witzel, questionou judicialmente a legitimidade sindical somente de nossa entidade. Em ação conjunta, a SEPOL passou a afirmar que não receberá a nossa entidade.

O SINDPERJ como entidade representante de seus filiados, esclarece que jamais vai apoiar qualquer retirada de direitos, ainda mais quando toda a cota de concessões recaem sobre somente uma parcela dos servidores.

Já enfrentamos o congelamento do tempo de serviço para percepção de triênios, o aumento da alíquota previdenciária de 11% para 14% e congelamento salarial e, portanto, não admitiremos mais esse ataque aos servidores. Chega de pagarmos sozinhos a conta da crise!

Como desde o princípio, o SINDPERJ se apresenta apartidário, independente de governos eleitos, e com o compromisso único de defesa dos direitos dos sindicalizados. E assim, continuaremos sempre presentes.

0 visualização

SINDPERJ. Desenvolvido com Wix.com